PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

A cada hora, 536 mulheres são agredidas no Brasil. Muitas são vítimas de seus próprios companheiros e por dependerem financeiramente deles não conseguem se livrar do ciclo da violência doméstica – que leva cerca de 13 mulheres à morte todos os dias.

Pâmella Holanda, companheira do DJ Ivis, compartilhou nas redes sociais uma série de vídeos que mostra o artista a agredindo com tapas, socos e chutes. Também no Instagram, Ivis se defendeu das acusações e disse que foi vítima de chantagem. O relacionamento do casal durou dois anos e eles têm uma filha juntos, Mel, de 9 meses.

As imagens começaram a circular ontem (12/7), além dos vídeos que foram gravados em datas diferentes, Pamella postou fotos de como o rosto dela teria ficado após as agressões, além de uma nota agradecendo o apoio que recebeu nas redes sociais. Depois disso, ela não comentou mais o caso nas redes sociais.

Com essa repercussão que ainda choca o país, porque isso infelizmente acontece TODOS OS DIAS, o agressor musical também foi às redes sociais tentando se JUSTIFICAR. O agressor falou do relacionamento conturbado que sempre teve com Pâmella, e confirmou as agressões dizendo ainda que era vítima de chantagem. – “coitado”

A produtora Vybbe, responsável pelo gerenciamento da carreira do Dj Ivis, informou que desligou o artista da empresa, após a divulgação dos vídeos. Ivis o agressor, é produtor de Xande Avião desde a época do Aviões do Forró e, neste ano, se lançou como artista, tendo sucesso nacional com músicas como Volta bebê, volta neném e Esquema preferido.

A Ana Beatriz Intérprete de libras, trouxe de forma acessível aos Surdos o patético depoimento de Dj Ivis, e eu me pergunto: Essa ânsia de justificar o injustificável, coisas que estão erradas, está relacionado com o que?
Já sei, com a mania de “não largar o osso”, é a dificuldade de assumir que, assim como tudo na vida, pode estar dando errado e precisa mudar.

mulheres
Momento em que DJ Ivis agride sua esposa, ao lado do filho e de sua empregada

Com a repercussão ainda me questiono, o que está acontecendo com o juízo de valor da sociedade?
Pasmem, o número de seguidores do “cara” não para de crescer, são mais de 976 mil seguidores, essa “forçação” de barra em trazer ao vivo “explicações”, e induzir as pessoas ao erro, nos faz pensar que esse tipo de gente que pratica o mal, parece sempre encontrar um pretexto para sua defesa, e a razão, a motivação, a justificativa, a alegação – ela é, APENAS CONVENIENTE, são argumentos forçados, alegando e justificando o que não tem defesa.

Raquel Moreno – Ativista da Causa Surda – MTB -91177/SP

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui